Rui Costa precisa explicar por que manteve contrato superfaturado com Arena Fonte Nova – José Carlos Aleluia

Rui Costa precisa explicar por que manteve contrato superfaturado com Arena Fonte Nova

33592322075_13c47946b9_o

“O governador Rui Costa precisa explicar por que continua pagando o contrato superfaturado em R$ 450 milhões da PPP da Arena Fonte Nova, embora tenha sido alertado da irregularidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE)”, cobra o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA).

O contrato de gestão do estádio faz parte das investigações da Operação Cartão Vermelho, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta segunda-feira (26), em Salvador. Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, um deles na casa do ex-governador e atual secretário estadual de desenvolvimento econômico, Jaques Wagner.

De acordo com a PF, na demolição, construção e gestão do empreendimento esportivo, teriam sido desviados R$ 450 milhões em propina e financiamento de campanha.

“Rui Costa era celebrado como o ‘Camisa 10’ do Governo Wagner”, lembra Aleluia, fazendo referência ao destacado papel de Costa como auxiliar do ex-governador. “Quem entende de futebol sabe que todo o ‘esquema’ do time passa por esse jogador. Então, Rui, você precisa dar satisfação ao povo da Bahia sobre as revelações da Polícia Federal”.

Aleluia destaca que o TCE já vinha apontando indícios de gasto excessivo nos contratos do Governo do PT com a Arena Fonte Nova. Anualmente o consórcio gestor do estádio recebe do governo baiano R$ 157 milhões em um contrato que se estende até 2026. “O governador Rui Costa foi alertado pelo conselheiro Pedro Lino em 2015 e não deu a mínima. Mas agora ele não vai poder mais fazer cara de paisagem”.